Risco país do Brasil é o que mais sobe entre emergentes

Notas de dólar e real em casa de câmbio no Rio de Janeiro (Foto: Ricardo Moraes/REUTERS)

 

Os investidores internacionais passaram a exigir maiores prêmios dos mercados emergentes e o Brasil foi um dos países mais afetados. O Credit Default Swap (CDS), um derivativo de crédito que protege contra calotes na dívida soberana, do país foi o que mais subiu esta semana entre os principais mercados, mostram dados da Markit.

saiba mais

  • Alta do dólar impacta setores da economia

O papel de cinco anos do Brasil registrou alta de 13 pontos desde segunda-feira (14), superou os 200 pontos e era negociado ontem (18) a 203,5 pontos, nível mais alto desde setembro de 2017. O CDS da Turquia era outro que subia fortemente, a 280 pontos, mas na semana o aumento foi de cinco pontos.

O papel da Argentina, que no auge da atual crise de confiança que afeta o país, chegou a superar os 400 pontos na semana passada. Ontem (18) operava em 354 pontos, dois a menos que no início da semana. O papel da África do Sul era negociado a 178 pontos, aumento de seis pontos na semana.