Sodexo abre programa de aceleração para startups

Rubenson Chaves, diretor de Digital e Inovação da Sodexo On-site Brasil (Foto: Arquivo Sodexo)

 

A Sodexo lança nesta quinta-feira (10/10) seu programa de aceleração de startups, o Sodexo Accelerator. O projeto existe desde 2015 na China, França e Índia e chega agora ao Brasil. O objetivo é escolher startups que tragam soluções para os clientes da marca. Serão selecionadas sete empresas, que farão parte do programa durante cinco meses. Durante esse período, as startups vão receber mentorias de especialistas da Liga Venture, acesso à rede de executivos da Sodexo em todo o mundo e a oportunidade de criar novos negócios. O programa será feito em parceria com a aceleradora Liga Ventures.

As incrições podem ser ser feitas até o dia 10 de novembro, no site da Sodexo Accelerator. O início da aceleração será em janeiro de 2020. Após o programa, as empresas poderão receber investimentos e passar a integrar o portfólio da Sodexo ou podem se tornar fornecedoras da empresa.

saiba mais

  • ACE vai investir até R$ 1 milhão em startups
  • Neo Química seleciona startups de saúde para seu primeiro programa de aceleração

“A empresa está presente na vida dos clientes desde que nascem, então queremos apresentar soluções para eles”, diz Rubenson Chaves, diretor de Digital e Inovação da Sodexo On-site Brasil.

O programa busca startups que desenvolvam tecnologias de analytics, big data, blockchain, carteiras digitais, chatbot, drones, foodtechs, automação robótica, marketplace, internet das coisas (IoT), inteligência artificial, realidade aumentada, robôs e telemedicina. 

Para participar, a empresa precisa fazer parte de uma destas categorias:

Novos serviços de varejo
Startups que transformem a experiência de varejo nos postos onde a Sodexo está presente. Seja com o uso de IoT, computação visual, analytics, novas formas de pagamento e outros.  

Qualidade de vida do consumidor
Serão escolhidas empresas que ofereçam um serviço de facilidade para o consumidor. “Durante a jornada de vida do cliente, ele é nosso colaborador. Então, vamos selecionar as startups que ofereçam serviços que impactem, de fato, a vida dele”, diz Chaves. Valem, por exemplo, startups de seguros, serviço de mesada para os filhos dos consumidores e outros. 

Serviços de conveniência domiciliar
A ideia é apresentar soluções de serviços na casa dos clientes. Por exemplo, como gerar valor para as pessoas que não conseguem ir ao hospital. “Nós estamos buscando inovações que tragam conveniência, segurança e qualidade de vida para as pessoas que necessitam dos serviços domiciliares”, afirma Chaves.

Novos métodos de serviços de saúde
A startup precisa oferecer soluções que melhorem o dia a dia de pacientes, seja no tratamento de saúde em casa ou no hospital, em qualquer fase da vida. 

Quer receber as notícias de Época NEGÓCIOS pelo WhatsApp? Clique neste link, cadastre o número na lista de contatos e nos mande uma mensagem. Para cancelar, basta pedir.