Unicef começa a aceitar doação por meio de bitcoin e ether

Bitcoin; criptomoeda (Foto: Pexels)

 

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) anunciou na quarta-feira (09/10) que vai aceitar doações por meio das criptomoedas ether e bitcoin.

De acordo com o jornal britânico The Guardian, a iniciativa da Unicef ​faz parte do mais recente — de uma série — de esforços das organizações para aceitar moedas digitais como doações de caridade e aumentar a transparência financeira. 

saiba mais

  • Transações com criptomoedas devem ser declaradas ao Fisco
  • As tendências para o mercado de blockchain e criptomoedas

O novo método oferece às organizações sem fins lucrativos a vantagem de evitar taxas caras e uma movimentação mais rápida de quantias de dinheiro no exterior. Em contrapartida, as moedas virtuais têm grande variação cambial.

Christopher Fabian, consultor da Unicef ​​Innovation, disse que a iniciativa prepara a organização para o futuro. “Vemos isso como um pedaço de aprendizado que precisamos passar para nos prepararmos para a próxima década”, afirma.

Para as organizações de caridade, as criptomoedas facilitam o rastreamento de doações e têm o potencial de permitir que os doadores vejam como o dinheiro é utilizado. 

O Unicef ​​se une a várias agências de ajuda humanitária que começaram a aceitar doações em moedas virtuais, incluindo a Cruz Vermelha Americana e o Programa Mundial de Alimentos da ONU.

+ “O que preciso saber antes de investir em criptomoedas?”

Fabian disse que, para reduzir os riscos causados ​​pela volatilidade das moedas, a maioria dos projetos iniciais financiados serão de curto prazo. Ele disse que a organização também manterá os protocolos de doadores existentes.

Quer receber as notícias de Época NEGÓCIOS pelo WhatsApp? Clique neste link, cadastre o número na lista de contatos e nos mande uma mensagem. Para cancelar, basta pedir.